Dar ou não chupeta para o Bebê?

2012-08-30-ZEN-03-03

Há poucas décadas, dar chupeta para o bebê era um hábito tão comum que não provocava uma reflexão nos pais sobre optar ou não por usá-la. Hoje, a decisão é mais conflituosa, principalmente por não haver um consenso entre os pediatras sobre o uso do bico artificial. Apesar disso, médicos concordam que os pais precisam estar cientes de que o acessório provoca impactos negativos, se o uso não for moderado.

Um dos principais problemas que o bico artificial –chupeta ou mamadeira– pode causar é o desmame precoce. “Bebês que usam chupeta deixam de mamar no peito com maior frequência do que aqueles que não usam”, diz a odontopediatra Andréia Stankiewicz.

Segundo ela, o problema ocorre por causa de algo chamado de “confusão de bicos”. “A musculatura da boca é trabalhada de forma completamente diferente durante a sucção do peito e da chupeta. Ao usar o bico artificial, a criança perde a tonicidade e altera a postura dos lábios e da língua, o que faz com que não consiga manter a pega correta do seio, podendo machucar a mãe”.

FAÇA EXAMES DE SANGUE, URINA E FEZES REGULARMENTE. CONSULTE SEU MÉDICO
Habituar-se a bicos artificiais faz com que a criança peça menos o seio, o que leva a diminuição da produção de leite. Por causa dessa dificuldade, a OMS (Organização Mundial de Saúde), o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), o Ministério da Saúde e a SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) não recomendam o uso de bicos artificiais no período da amamentação.

A odontopediatra ainda lista outros malefícios da chupeta como alteração do padrão respiratório, do desenvolvimento dos dentes, dos músculos da boca, da face e problemas de fala.

NÃO TEM PLANO DE SAÚDE. FAÇA SEUS EXAMES DE SANGUE, URINA E FEZES COM ATÉ 50% DE DESCONTO. SAIBA MAIS AQUI

Assim como há pais que optam por usar a chupeta e outros preferem evitar, há especialistas com opiniões diferentes. O pediatra Sylvio Renan Monteiro de Barros, autor do livro “Seu Bebê em Perguntas e Respostas — Do Nascimento aos 12 Meses” (MG Editores), sempre foi a favor de sua utilização.

Fonte: uol.com.br

Anúncios