Esta de mau humor? A solução pode estar na comida.

DIETA

Alimentos como frutas, verduras e peixes fazem corpo produzir hormônios do bem-estar

Comer alivia o mau humor. Mas engana-se quem pensa que a melhora no ânimo ocorre após uma caixa de bombom ou um pote de sorvete. Alimentos saudáveis, como frutas, ovos, peixes e verduras são os verdadeiros antídotos contra a irritabilidade, já que têm substâncias que ativam hormônios do prazer e freiam os relacionados ao estresse.
Vegetais têm poder antioxidante, o que ajuda a combater o estresse

Foto:  Istock

Peixes e sardinhas, explica a nutricionista Carla Cotta, contêm um aminoácido chamado triptofano que, quando ingerido, libera a serotonina, responsável pela sensação de prazer. “Os frutos do mar são ideais para manter o bom humor, justamente por promover essa sensação. E, por terem zinco e selênio, são antioxidantes, o que aumenta a imunidade do corpo”, diz.

Também rica em triptofano, a banana favorece na melhora do nervosismo e da fadiga. A fruta contém ainda outras substâncias que ajudam na prevenção do estresse, como a vitamina B6, os carboidratos e o potássio.

FAÇA REGULARMENTE EXAMES DE SANGUE, URINA E FEZES. CONSULTE SEU MÉDICO

A vitamina, segundo a especialista da Clínica Essendi, age da mesma forma que o triptofano. “O ideal é ingerir alimentos co m triptofano por volta das 17h. Neste horário, o cérebro já trabalhou bastante, está desgastado. Com o corpo mais relaxado, as pessoas têm um sono mais tranquilo”, sugere.

Frutas cítricas, como laranja e limão, inibem a liberação do hormônio do estresse, o cortisol, por causa da vitamina C e de outros antioxidantes. Além disso, evitam a fadiga e promovem mais energia. Já os ovos são fonte de colina, tiamina e niacina, nutrientes do complexo B, que atuam nas funções neurológicas. A falta deles pode causar ansiedade e indisposição.

O espinafre é outra opção para quem quer se manter tranquilo. Ele reúne o ácido fólico, que previne contra depressão e ansiedade. Carla diz que, quando há falta do ácido no corpo, é sinal de que há pouca produção de serotonina. “Ele pode ser encontrado em outros alimentos verdes, como brócolis. Essa substância é importante para manter boa saúde mental”, explica.

Metabolismo e apetite

As pessoas costumam associar o mau humor e o estresse do fim do dia ao trabalho. Mas, segundo a nutricionista Carla Cotta, também nestes momentos a irritabilidade pode ser causada pela falta de alimentação. Se o organismo fica sem ser alimentado por muitas horas, começa a sentir falta de nutrientes, diz a especialista. “Normalmente é indicado alimentar-se de três em três horas. No entanto, isso não é uma regra. Se você tem uma tendência a ficar irritado e depressivo, o ideal é que tenha intervalos menores. Caso contrário, você pode comer em espaços maiores do que três horas. Vai depender do metabolismo de cada um, da individualidade bioquímica”, destaca Carla Cotta.

 

fonte: ig.com.br

Anúncios