Diabetes gestacional pode aumentar o risco de autismo no bebê

Um estudo publicado nesta terça-feira no periódico Jama mostrou que crianças cujas mães tiveram diabetes gestacional na 26ª semana de gravidez apresentaram um risco 42% maior de desenvolver algum tipo de transtorno do espectro autista.

Os pesquisadores examinaram os registros eletrônicos de saúde de mais de 322 000 crianças nascidas nos centros médicos da Califórnia, nos Estados Unidos, entre janeiro de 1995 e dezembro de 2009. Elas foram acompanhadas por aproximadamente 5,5 anos e, após o ajuste de fatores como idade, escolaridade, etnia, renda familiar da mãe, entre outros, o aumento no risco de desenvolver autismo associado à diabetes gestacional foi de 42%, quando comparadas a crianças cujas mães não tiveram a doença.Grávida

Os autores afirmam que ainda são necessários mais estudos para provar uma relação de causa e efeito entre diabetes gestacional e o aumento do risco de autismo nos bebês. Estudos futuros também deverão avaliar se o diagnóstico precoce e o tratamento do diabetes gestacional pode reduzir o risco da doença.

MAIS DE 500 EXAMES LABORATORIAIS,CONFIRA AQUI.

Autismo e diabetes – Transtorno do espectro autista é um grupo de deficiências marcadas por perturbações do desenvolvimento neurológico que podem manifestar-se em conjunto ou isoladamente. São elas: dificuldade de comunicação, de interação, de socialização e padrão de comportamento restritivo e repetitivo.

A diabetes gestacional é um tipo de diabetes desenvolvida ou diagnosticada durante a gravidez e que pode levar a outros problemas de saúde para a mãe, como maior risco de desenvolver diabetes tipo 2 e maior probabilidade de dar à luz a um bebê grande.

Anúncios