Câncer de próstata: quais as vantagens do exame de toque e PSA?

Diagnosticar precocemente um câncer potencialmente letal ou ainda suas lesões precursoras são os principais objetivos de um exame de rastreamento. No caso do câncer de próstata (CaP), os dois exames que se demonstraram eficazes e custo-efetivos foram a dosagem do PSA (do inglês, prostatic specific antigen) e o toque retal.

No entanto, devido a resultados conflitantes em estudos publicados nos últimos anos, o rastreamento do câncer de próstata não é consenso na comunidade médica. Existe uma série de prós e contras que devem ser discutidos com o paciente:

Prós:

  • Diagnóstico precoce
  • Doença é mais fácil de tratar e com uma maior chance de cura se diagnosticada precocemente
  • PSA é amplamente disponível e de fácil realização
  • Alguns homens se tranquilizam após um resultado negativo
  • O número de mortes por câncer de próstata vem em queda desde o advento do teste de PSA.

O LABORATÓRIO CELLULA MATER REALIZA MAIS DE 500 EXAMES,CONFIRA.

Contras:

  • Alguns casos de CaP são de crescimento lento e restrito a glândula, com uma chance pequena de se tornar clinicamente relevante
  • O tratamento da doença localizada pode causar efeitos colaterais permanentes como disfunção erétil, incontinência urinária e retite actínica
  • O teste de PSA não é perfeito. Existem falsos positivos e falsos negativos
  • Um teste falso positivo pode gerar uma ansiedade desnecessária.

Uma vez discutidos os prós e contras dos exames de rastreamento, alguns aspectos devem ser discutidos:

A idade na qual os exames de rastreamento devem ser indicados variam conforme o risco da doença. Para a população geral, sem fatores de alto risco, a idade indicada é a partir dos 50 anos. Naqueles com critérios de alto risco (afrodescendentes, familiares de primeiro grau de um caso de CaP com < 65 anos) está recomendado o rastreamento aos 45 anos.

Anúncios