Tempo frio e seco? Cuidado com as doenças respiratórias

Nesta época do ano, cidades como São Paulo tem um clima frio e seco. Essa combinação leva à ardência nos olhos e à sensação de garganta e nariz secos devido à baixa umidade do ar. A poluição do ar é um agravante, pois reduz a capacidade do nariz de filtrar o ar que respiramos. O grau de poluição pode ser alto a ponto de exceder o filtro nasal, entrando nas vias aéreas substâncias que nos fazem mal.

Todo o revestimento das cavidades nasais até os pulmões é feito por cílios e uma camada de muco que, em conjunto, retêm partículas estranhas ao organismo e se encarregam de eliminá-las. Quando o ar inspirado está muito seco, o muco fica espesso e os cílios ficam paralisados. A função de filtro e umidificação do nariz é prejudicada, o que nos deixa mais suscetíveis a infecções como as sinusites e nos expõe a substâncias que podem causar alergias.

Há também o ar condicionado, que resseca ainda mais o ar. Além disso, o aparelho possui um filtro que deve ser limpo regularmente, a fim de barrar partículas de sujeira do ambiente externo. Se o filtro não for limpo ou trocado com regularidade, essas partículas são lançadas no ambiente, aumentando o risco de irritação.

Se o nariz não consegue exercer sua função de filtro e de umidificador do ar, este ar que inspiramos carrega partículas de poeira e alérgenos para dentro da via respiratória. Os alérgenos, como os ácaros, podem desencadear crises de alergia. Nas crises de rinite, o nariz fica congesto e produz muita coriza na tentativa de “expulsar” o que pode ser prejudicial ao organismo. O quadro pode evoluir para uma crise de asma se a pessoa for predisposta, causando falta-de-ar e chiado.

EXAMES LABORATORIAIS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NO CARTÃO FIDELIDADE,CONFIRA;

Além dos quadros alérgicos, aumentam as infecções respiratórias. Nesta época do ano, os pronto-socorros ficam lotados de pessoas com quadros de sinusites, otites e pneumonias. Os principais sintomas de uma infecção são sintomas persistentes como tosse seca ou produtiva, dores na face, congestão nasal e aparecimento de dores no ouvido e falta-de-ar. Nestes casos, recomenda-se uma avaliação médica.

O ideal seria que o ar em nossas casas e ambiente de trabalho estivesse livre de qualquer substância que possa irritar nossa via aérea. Como dificilmente isso é possível, uma boa hidratação e lavagem nasal com soro fisiológico podem amenizar o problema. A lavagem nasal pode ser feita duas a três vezes ao dia.

Anúncios