Insônia? Exercite-se!

Botar o corpo para suar melhora a qualidade do sono. Essa constatação, já bastante aceita pelos especialistas, foi consolidada por um trabalho da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Os cientistas identificaram as práticas esportivas mais comuns entre 429 110 adultos e as relacionaram com o tempo de repouso de cada um. Os achados dão pouca margem para dúvida: caminhada, musculação, ioga, natação, ginástica aeróbica e várias outras modalidades, em comparação com o sedentarismo, estavam mais associadas a um descanso de sete ou oito horas por noite, índice considerado ideal para a maioria da população.Exercícios para adormecer
Mas espere um pouco! Antes de sair correndo por aí, temos algumas orientações que vão ajudar a embalar o sono. São elas:

1. Estabeleça uma rotina: o corpo gosta de seguir uma agenda. Dentro do possível, exercite-se em horários semelhantes ao longo da semana.
2. Aperte um pouco o passo: é engano pensar que só atividades leves nos tranquilizam. Elevar a intensidade junto a um expert melhora o sono.
3. Concentre-se no esporte: esqueça o trabalho e as preocupações por um momento. Foque na prática, no ambiente e nos colegas de treino.
4. Alongue-se após a agitação: nada de esticar muito, não. A tática serve mais para relaxar a musculatura e os tendões.

Agora, veja os fatores que dificultam o pregar dos olhos:

1. Ingerir cápsulas estimulantes: esses suplementos, muito utilizados para turbinar os exercícios, contêm substâncias que nos deixam elétricos por horas.
2. Extrapolar os próprios limites: o exagero nos enche de adrenalina, que afasta o sono. De quebra, traz dores que fazem qualquer um ficar rolando na cama.
3. Levar o esporte muito a sério: o estresse proveniente da cobrança por vitórias e eventuais discussões deixam o cérebro a mil por hora.
4. Ser um atleta de fim de semana: é necessário ter uma regularidade. Além de sessões isoladas quase não oferecerem vantagens, elas elevam o risco de lesões.