4 problemas de saúde causados pelo consumo excessivo de sódio

Mulher comendo miojo

sódio é um mineral presente em muitos alimentos e também o principal componente do sal de cozinha. Quando está sozinho ou misturado com outras substâncias, ele pode ser levemente salgado ou não ter gosto de nada. É por isso que você não percebe a presença do mineral em algumas guloseimas. E é aí que mora o perigo: consumido em excesso o sódio pode causar ou agravar várias doenças; como:

Obesidade

O sódio faz o organismo reter mais líquido do que o normal. E isso resulta em peso extra. De acordo com especialistas, outra ameaça do sódio é ser viciante. Quanto mais alimentos carregados desse mineral for colocado no cardápio, mais você desejará consumi-los.

Hipertensão

O sódio carrega moléculas de cálcio para a parede interna dos vasos sanguíneos, o que intensifica a contração deles e, com o tempo, torna-os mais espessos e menos flexíveis. Com as artérias mais contraídas e o maior fluxo de sangue, ocorre a chamada resistência à circulação sanguínea. Ou seja, a pressão no interior dos vasos aumenta.

Osteoporose

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Shimane, no Japão, pessoas que consomem sal todo dia correm quatro vezes maior risco de quebrar um osso. A culpa, mais uma vez, é do sódio, principal componente do tempero. Consumido em excesso, o mineral promove a perda de cálcio pela urina. O organismo contorna a situação mandando o cálcio do esqueleto para a corrente sanguínea. Só que, dessa maneira, os ossos ficam fragilizados.

Problemas renais

No geral, problemas renais ocorrem quando a concentração de minerais (como sódio) na urina ficam muito alta, levando à formação de cristais.

Quais alimentemos devem ser evitados?

Industrializados, pipoca de micro-ondas, macarrão instantâneo, pizza congelada e nuggets: essas delícias são uma verdadeira bomba, pois combinam sódio e gordura. Para reduzir o sódio, compre mais alimentos frescos e menos produtos prontos.

Quanto de sódio é recomendado consumir por dia?

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é consumir diariamente 2 gramas de sódio (menos de 1 colher de chá rasa de sal), no máximo.

Como identificar se o produto tem sódio?

O sódio pode aparecer com outros nomes, como benzolato de sódio, sacarina sódica e glutamato monossódico. Mais: olhe também os rótulos dos produtos que não têm paladar salgado, como adoçantes e ketchups, pois eles podem conter doses elevadas do ingrediente.

Quando um produto possui baixo teor de sódio?

Quando tem até 80 miligramas do componente por porção de 100 gramas; muito baixo se apresentar até 40 miligramas de sódio nas mesmas 100 gramas; e pode ser dito que o item não contém o ingrediente caso ele leve até 5 miligramas nessa porção. O termo “baixo teor” pode ser usado em outros casos – com gorduras, por exemplo – e o valor de referência para adotá-lo muda. É permitido que um alimento anuncie “baixo teor de gordura” quando apresentar até 3 gramas de gorduras totais por porção de 100 gramas.