Passar muitas horas sentado pode engordar o fígado, diz estudo

Sedentarismo pode engordar o fígado

Faz tempo que você não dá uma passada na academia? E, para ajudar, as horas que fica sentada em frente ao computador ou assistindo televisão, aumentaram? Cuidado! Ter um estilo de vida sedentário não traz benefícios para o organismo – isto já está mais do que comprovado pela ciência. E mais uma doença pode estar associada à falta de exercícios físicos, aponta um novo estudo da Universidade de Medicina da Coreia do Sul, feito com 140 coreanos entre 2011 e 2013. Trata-se da esteatose hepática não alcoólica, a gordura no fígado, que pode desencadear doenças crônicas, como obesidade, diabetes, resistência à insulina, síndrome metabólica, doenças cardiovasculares, câncer e até mesmo a morte.

“Descobrimos que o tempo que a pessoa passa sentada e o baixo nível de atividade física foram associados ao diagnóstico de esteatose hepática em uma grande parte dos coreanos de meia-idade”, garantiu Seungho Ryu, pesquisador da Universidade de Medicina Sungkyunkwan, na Coréia do Sul.

O perigo é que o depósito gorduroso costuma ser silencioso, sem efeitos colaterais. Daí, quando os sintomas aparecem, a glândula já está muito debilitada. Na pesquisa sul-coreana, cerca de 40 mil foram diagnosticadas com a doença. E o diagnóstico não se restringe às pessoas que estão acima do peso. Na pesquisa, foram encontrados casos em pessoas com um índice de massa corporal (IMC) inferior a 23 — entre 18,5 – 24,9 é considerado um peso saudável.