Nadadora de 13 anos morre com infecção após mau uso de absorvente interno

Jemma-Louise Roberts teve síndrome do choque tóxico, uma infecção bacteriana rara, porém letal

A nadadora Jemma-Louise Roberts, de 13 anos, morreu nos Estados Unidos depois de uma infecção grave causada pelo mau uso de absorvente interno do tipo tampão. A adolescente desenvolveu a chamada síndrome do choque tóxico e não resistiu. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

Jemma-Louise Roberts

Jemma-Louise decidiu usar absorventes internos para continuar os treinos de natação durante o período menstrual. No começo, a jovem apresentou sintomas como vômitos, diarreia e febre alta. Ela foi levada ao hospital pelos pais e diagnosticada com norovírus, que causa problemas gastrointestinais e é contraído pela ingestão de alimentos crus manipulados por mãos infectadas. Os médicos a mandaram de volta para casa.

Entretanto, os sintomas pioraram. Apenas no segundo hospital, os médicos suspeitaram da síndrome do choque tóxico. A doença é uma grave infecção causada por uma bactéria que, normalmente, vive sem causar danos nos tecidos da pele, nariz ou boca. Essa bactéria, porém, libera substâncias altamente tóxicas quando chega à corrente sanguínea. Isso atinge tecidos internos e externos e órgãos internos vitais.

Jemma morreu uma semana depois de dar entrada no hospital, por causa de uma hemorragia cerebral. A mãe da adolescente fez um alerta aos pais e falou ao “Daily Mail”: Meu marido, por exemplo, nunca tinha ouvido falar deste problema. É importante que se tenha informação. Se um pai conhece a doença e sua filha fica doente, ele pode salvar a vida dela.

A infecção que matou a adolescente pode ser provocada pelo uso do absorvente interno por longos períodos, como dias.