Por que as pessoas estão tendo AVC cada vez mais jovens?

O Acidente Vascular Cerebral, ou AVC é ainda a principal causa de mortalidade no Brasil e sempre esteve mais relacionado a pessoas de maior idade. De fato, o envelhecimento é o fator de risco não modificável mais importante para o AVC. Mas, por que pessoas mais jovens têm AVC?

Causas

O AVC em pessoas jovens, aquelas com menos de 45 anos, usualmente não é decorrente das mesmas causas que o AVC tradicional em idosos. Nos mais velhos a hipertensão arterial, diabetes mellitus, tabagismo, colesterol alto e problemas do coração são os principais fatores de risco para o problema. Já nos jovens, uma série de doenças, muitas vezes raras, aparecem como a possível causa do AVC, por exemplo: vasculites como o Lupus Eritematoso Sistêmico, trombofilias e infecções. Assim, a pesquisa para a possível causa de um AVC em jovens versus idosos é bastante diferente.

Uma observação importante diz respeito ao fato de encontrarmos pessoas cada vez mais jovens tendo AVC pelos mesmos fatores de risco que as de maior idade, ou seja, são jovens obesos, hipertensos, com colesterol alto e que têm os fatores de risco tradicionais para o acidente vascular cerebral. Soma-se a isto a maior facilidade para identificar casos atualmente, especialmente com o advento de técnicas melhores de imagem.

REALIZE SEUS EXAMES COM O CARTÃO FIDELIDADE E GANHE 50% DE DESCONTO.

Sintomas e sequelas

Do ponto de vista de sintomas e sequelas, não é possível diferenciar um AVC em jovens de outro em idosos, ou seja, uma determinada artéria que se entope no cérebro jovem também se entope no cérebro idoso, e as sequelas são as mesmas. A grande diferença está mesmo na “causa” deste entupimento.

Quanto à recuperação após o AVC, sabe-se que quanto mais jovem o cérebro mais fácil a chance de recuperação. Assim, lesões extensas em áreas eloquentes em um idoso podem jamais apresentar uma recuperação, enquanto em um cérebro jovem isto poderá se reverter parcialmente.

De qualquer forma, é preciso ficar atento com os sinais e sintomas de um AVC, normalmente de instalação súbita e, na primeira suspeita, levar a um pronto atendimento para o melhor manejo do caso.