Outubro Rosa: 225 minutos de exercícios semanais ajudam a prevenir o câncer mama

caminhada

uitas pesquisas já confirmaram que a atividade física pode diminuir o risco de câncer de mama. Com isso, as mulheres mais ativas têm 25% menos chances de desenvolver a doença. Mas como é que o exercício ajuda? Um estudo realizado no Canadá mostrou que as voluntárias que se exercitaram 225 minutos por semana, conseguiram diminuir a porcentagem de gordura corporal total e abdominal. O resultado, segundo os pesquisadores, é positivo porque o tecido adiposo é a principal fonte de hormônios causadores de câncer após a menopausa.

Após essa descoberta, a equipe resolveu ir além. Eles analisaram a relação entre os tradicionais – e recomendados – 150 minutos de exercício por semana com a perda de medidas e gordura corporal. Depois, os minutos de atividade foram duplicados (300 minutos), para ver se o aumento de exercícios poderia ter um efeito maior. Quem praticou 300 minutos de exercícios perdeu mais gordura corporal do que aqueles que ficaram ativos por 150 minutos. E mais: as mulheres não tiveram que mudar sua dieta ou qualquer hábito, elas só tiveram que incluir a caminhada, a corrida, a bike ou a esteira na rotina.

A gordura também influencia o sistema imunológico e processos inflamatórios do corpo, que também estão envolvidos na doença. “Tenho certeza que os médicos estão aconselhando seus pacientes a ter uma rotina de atividade física para prevenir doenças cardíacas ou diabetes”, diz Christine Friedenreich, autora da pesquisa. Queremos reforçar que o exercício físico pode, potencialmente, prevenir ou ajudar a diminuir o risco de desenvolver o câncer e doenças crônicas.