Estudo sugere que apneia do sono causa mais problemas às mulheres

De acordo com nova pesquisa, a apneia do sono pode ser ainda mais perigosa para as mulheres do que para os homens.

Estudos epidemiológicos vincularam a apneia do sono a doenças cardíacas entre os homens, mas as diferenças no risco para homens e mulheres foram pouco exploradas. Para o estudo atual, os pesquisadores mensuraram a qualidade do sono eletronicamente em 737 homens e 879 mulheres, com idade média de 63 anos, sem doenças cardiovasculares no começo do estudo. Eles também investigaram a presença de troponina T, proteína que pode ser liberada na corrente sanguínea se o coração sofrer uma lesão, e cuja presença em pessoas saudáveis costuma indicar risco aumentado de doença cardíaca.

Os pesquisadores acompanharam os participantes durante 14 anos, registrando eventos de aterosclerose coronariana, infarto e morte provocada por doença cardiovascular ou por outras causas. O estudo foi publicado em “Circulation”.

REALIZE SEU EXAMES COM CARTÃO FIDELIDADE E GANHE 50% DE DESCONTO;

A apneia do sono obstrutiva estava associada independentemente ao aumento de troponina T, ao infarto e à morte em mulheres, mas não em homens. E nas mulheres, mas não nos homens, a apneia do sono estava ligada ao coração dilatado, outro fator de risco para doença cardiovascular.

A maioria das pessoas que tem apneia do sono acumula diversos outros riscos de doença cardíaca”, afirmou o autor principal do estudo, Dr. Amil M. Shah, professor assistente de medicina em Harvard.

“Porém, em mulheres, a relação entre apneia do sono e doença cardíaca persistia mesmo após a contabilização de outros riscos.

Anúncios