Vacina contra febre amarela: por que é importante tomar?

A febre amarela é uma doença potencialmente fatal transmitida por mosquitos. No Brasil, é transmitida pelos mosquitos haemagogus e sabethes, em áreas silvestres. Muito embora o Aedes aegypti, transmissor da dengue, também possa transmitir febre amarela, isto só aconteceria se a doença ocorresse nas cidades, o que não é o caso no Brasil.

Prevenção

Além do uso de repelentes, a febre amarela pode ser prevenida através de vacina. A vacina é indicada para quem mora ou for visitar áreas onde a infecção pode acontecer, como a Amazônia. No Brasil, a totalidade dos estados da federação localizados no Norte e Centro Oeste do país, bem como Minas Gerais, são áreas com recomendação para vacinação. Em pequenas áreas litorâneas ao longo do Sul e Sudeste do país não se recomenda a vacinação. No Nordeste, os estados do Maranhão, Piauí e Bahia têm áreas onde a vacinação é recomendada. São disponibilizados mapas tanto no Brasil quanto em outros países, sinalizando áreas onde a vacina é recomendada. Para ver o mapa das recomendações do Ministério da Saúde sobre a vacinação contra febre amarela no Brasil clique aqui.

A vacina

Para quem reside ou vai para áreas de risco é recomendada vacinação a partir dos nove meses de vida. Em situações de alto risco, bebês com mais de seis meses também devem ser vacinados. Gestantes, recém-nascidos, transplantados, pessoas com câncer ou doenças do timo, no entanto, não devem ser vacinadas. Pessoas com mais de 60 anos sem vacinação prévia e pessoas com imunossupressão (por HIV, uso de corticoides ou outros medicamentos) devem procurar aconselhamento médico. Como a vacina é feita com vírus vivos atenuados, há casos raros de doença causada pelo vírus vacinal e estas pessoas estão em maior risco para que isto possa acontecer.

REALIZE EXAMES COM CARTÃO FIDELIDADE E GANHE 50% DE DESCONTO;

Para que o viajante esteja adequadamente protegido é recomendado que se vacine no mínimo dez dias antes da chegada ao local de risco.

A febre amarela pode causar doença branda, mas em algumas pessoas a doença pode ser grave, com fatalidade superior a 40%. Por este motivo, a vacinação deve ser realizada quando indicado. A vacina pode causar dor no local onde foi aplicada, febre e mal estar, mas estes efeitos são raros e não graves.

A vacinação contra febre amarela é recomendada em vários países na América Latina e África. O certificado internacional de vacina pode ser exigido e sua falta pode impedir a entrada em alguns países. Por isso, é recomendado checar sempre no site da ANIVSA, e em caso de dúvida, procurar atendimento médico especializado a viajantes. Para saber mais sobre este assunto, clique aqui.

Nem todas as unidades de saúde que vacinam contra febre amarela emitem o certificado internacional de vacinação contra a doença. Para tanto, o viajante deve comparecer às unidades que emitem este documento, portando documento original com foto (RG ou passaporte), o comprovante original da vacinação, tenha ela sido feita em unidade pública ou privada, onde deve constar o número do lote da vacina, data e carimbo que identifique o vacinador e a unidade de saúde. O serviço é gratuito e para saber onde procurar, acesse o site da ANVISA.