Açúcar refinado pode causar tumores, aponta novo estudo

Ao longo dos anos, diversas pesquisas têm apontado para os malefícios do consumo em excesso do açúcar refinado. Obesidade, doenças degenerativas, ataque cardíaco, derrame cerebral e diabetes eram os principais riscos que alimento apresentava até então.

Um novo estudo feito pela Universidade do Texas, nos Estados Unidos, porém, elevou as preocupações para outro nível. Pesquisadores da instituição confirmaram a nocividade do produto, constatando que o consumo elevado está ligado a um risco maior de desenvolver câncer de mama e metástase pulmonar.

Indícios mostraram que a sacarose e a frutose – substâncias presentes no açúcar -, quando ingeridas em grandes quantidades, seriam as principais responsáveis pelo surgimento e desenvolvimento dessas doenças.

Recomendação é reduzir o consumo de açúcar

Muito antes de surgir a pesquisa no Texas, a recomendação já era de evitar o consumo, sobretudo dos chamados açúcares de adição. Para uma alimentação saudável e equilibrada, o ideal é a redução no tamanho das porções de alimentos que contém o produto e na sua frequência de consumo.

Ou seja, para uma dieta de 2000 calorias, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda até 10% das calorias totais em açúcar, o que significa no máximo 50 gramas de açúcar por dia.

A recomendação é diminuir o consumo de açúcar refinado

Substituindo o açúcar refinado

Além de reduzir o consumo do açúcar refinado, também é recomendado substituí-lo. Qualquer outro semelhante, como o mascavo, o demerara e até o de cocô tem suas vantagens.

Entre o açúcar refinado, o mascavo e o demerara a principal diferença está no processamento, pois todos são derivados da cana. No entanto, cada tipo tem um preparo diferente depois que a planta é exprimida,  a garapa extraída e evaporada e o melado formado.

O processo mais natural e rudimentar é a rapadura, depois o açúcar mascavo e o demerara, com leve refinamento, é o terceiro. O refinado, como sugere o nome, é o que passa por mais transformações, com acréscimo de substâncias químicas para ficar mais branquinho.

No entanto em valor calórico, a diferença é pouca. Em cem gramas, o mascavo tem 369 calorias, o demerara 376 e o refinado 387. Já o açúcar de coco tem 380 calorias, muito próximo ao refinado. Sua principal vantagem está no seu baixo índice glicêmico.

A dica que fica é: sempre que precisa usar açúcar, use com muita moderação e prefira os menos processados, que são mais naturais. O excesso de qualquer tipo, mas, em especial o refinado, pode causar diversos problemas de saúde.