Chocolate pode melhorar o raciocínio

Chocolate pode melhorar o raciocínio

Um estudo da Universidade da Austrália Meridional analisou o efeito do consumo de chocolate em 968 pessoas durante 30 anos. O grupo de cientistas avaliou a quantidade ingerida e também submeteu os participantes a testes cognitivos. Resultado: as pessoas que comiam chocolate pelo menos uma vez por semana obtiverem um melhor desempenho nas avaliações — em especial nas que mediam a memória visuoespacial, ou seja, a capacidade de compreender e lembrar as relações espaciais entre objetos. Elas também apresentaram um maior foco, além de processarem informações e lembrarem palavras com maior facilidade.

Por que isso ocorreria? Ora, o cacau contém Flavonoides, que melhoram o fluxo sanguíneo para o cérebro. O chocolate também carrega pequenas quantidades de cafeína, que aumentam o estado de alerta. E esses compostos, apesar de mais presentes na versão amarga, não estão restritos a ele! Segundo a pesquisa, as outras variedades do doce, como a ao leite, também ajudaram na melhora das capacidades cognitivas.

Mas atenção: não é porque o chocolate traz benefícios que você pode comê-lo à vontade. Uma barra possui altas quantidades de gordura e açúcar — e o consumo excessivo pode aumentar o risco de desenvolver problemas no coração e diabete. Vale reforçar que o trabalho citado observou bons resultados ao incluir o chocolate apenas uma vez na semana. Não precisa ir muito além disso.