Microcefalia tem cura? Conheça mais sobre a doença

Cada vez mais pessoas têm se preocupado em saber se a microcefalia tem cura. Muito se deve ao surto de zika vírus que tem alarmado as autoridades ao redor do mundo. Acontece que não é apenas ele o possível causador do problema. Conheça um pouco mais sobre essa doença, suas causas, tratamentos e cuidados necessários.

Quais as causas da microcefalia?

A microcefalia é uma doença neurológica que pouco tempo atrás era bastante rara. Resumidamente, nela a criança tem a cabeça menor do que a de outras pessoas de mesma idade e sexo. Pode ser resultado de uma má-formação no útero ou então do não-crescimento adequado após o nascimento.

Microcefalia tem cura?

Existem diversas causas possíveis para a doença. Segundo o Boston Children’s Hospital, dos Estados Unidos, geralmente a microcefalia está associada a um defeito genético herdado. Esse defeito acaba interferindo no desenvolvimento e crescimento do cérebro ainda no útero.

Há fatores externos que também são capazes de colaborar para o aparecimento do problema. Normalmente decorrem de atitudes que a mãe toma durante a gravidez ou situações com as quais ela entra em contato nesse período, como abuso de substâncias e álcool, má nutrição e exposição a certos vírus.

É justamente a exposição a vírus que tem chamado bastante a atenção das pessoas nos últimos tempos. Em meados de 2015, houve um crescimento substancial de casos de microcefalia no Brasil, que logo foram associados ao zika vírus. Recentemente, um estudo publicado no The New England Journal of Medicine confirmou essa relação.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas fizeram uma análise de caso de uma eslovena que veio ao Brasil em 2015 e contraiu zika quando ainda estava nos primeiros três meses de gravidez. Inclusive, eles conseguiram encontrar um completo sequenciamento do vírus no cérebro do bebê.

Vale saber ainda que nada impede que um bebê venha ao mundo de forma saudável e desenvolva microcefalia posteriormente – geralmente em razão de alguma lesão, infecção ou falta de oxigenação no cérebro. Além disso, doenças como a Síndrome de Down podem causá-la.

E a microcefalia tem cura?

A microcefalia não é igual em todas as crianças, ou seja, suas consequências variam conforme o caso. Muitas vezes, ela não causa sinais evidentes, enquanto em casos mais graves pode ocasionar problemas de memória e aprendizagem, bem como complicações físicas.

Foram feitos muitos estudos a respeito desse problema, mas infelizmente até o momento não há cura para a microcefalia. De toda forma, é importante lembrar que esse problema é tratável e que em vários casos as crianças conseguem levar vidas relativamente normais.

Normalmente, os médicos indicam a realização de sessões de fisioterapia, que são importantes para melhorar a força, os movimentos e a coordenação. A terapia ocupacional muitas vezes é importante para desenvoltura e autoconfiança na rotina diária das crianças.

Crianças que apresentam problema na fala devem também frequentar sessões com um fonoaudiólogo – importante para que desenvolvam voz, linguagem e habilidades de comunicação. Além disso, o acompanhamento psicológico é fundamental para que os pequenos mantenham sua autoestima em alta e saibam lidar com os problemas do dia a dia.