Quais os sintomas do diabete?

Bom, a gente já sabe que a doença do sangue doce pode se apoderar do corpo sem que se sinta a sua presença. Não dói, não causa nenhuma reação mais estranha – o melhor mesmo é não bobear e fazer exames periódicos de glicemia para não ser surpreendido. Mas tem, sim, alguns sinais que acendem uma luz amarela de alerta e merecem nossa atenção: boca seca, sede que não passa, vontade de fazer xixi a toda hora e diminuição de peso sem que haja perda de apetite.

Essa reação em cadeia tem uma explicação: é o corpo fazendo uma tentativa desesperada de se livrar do excesso de açúcar no sangue. Como? Pela urina. Aliás, é por isso que o diabético, quando não trata seu problema ou nem sabe que tem a doença, quer fazer xixi a todo instante. Para produzir tanta urina, os rins vão tirando água de todos os lugares do corpo. A sede nada mais é do que um meio de compensar essa perda insana de líquido. A fome vem por um motivo muito curioso. É que o diabético está cheio de açúcar no sangue, mas esse açúcar não entra em suas células, que ficam sem energia e disparam um aviso para o cérebro. Ele pensa que não tem comida disponível e isso aumenta a vontade de comer. Também pela falta de combustível para cada célula trabalhar é que vem um último sinal de alerta: o cansaço e a perda de peso, que às vezes acontece.