Você já se colocou no lugar de um autista? Assista!

Estima-se que hoje, somente no Brasil, vivam cerca de 2 milhões de autistas – o que corresponde à população do município de Manaus, no Amazonas. Mas mesmo com um número tão elevado de portadores da doença, o preconceito e a desinformação ainda pairam sobre as cabeças da maioria das pessoas que, muitas vezes, agem agressivamente com esses indivíduos, que em sua grande maioria são crianças.

Um dos traços mais característicos da patologia está na dificuldade – que pode ser em maior ou menor grau – dos autistas em se comunicar e interagir com aqueles à sua volta. Este certamente é um dos maiores empecilhos para que as pessoas passem a entender as percepções e necessidades de um portador do transtorno e pode se agravar caso seja tratado com descaso ou de uma maneira violenta.

É por essas razões que o ato de se colocar no lugar do outro pode representar um grande passo para que aqueles que agiam de maneira rude e preconceituosa. Não é à toa que a empatia é um dos valores mais carecidos nos dias de hoje. Mas se você não é capaz de fazer isso mentalmente durante as suas ações, não se preocupe, a organização britânica The National Autistic Society fez por você no curta Can you make it to end?, que em livre tradução para o português significa Você consegue aguentar até o fim?.

Filmado em primeira pessoa, a película mostra a perspectiva de uma garotinho autista em um passeio rotineiro pelo shopping com sua mãe. Você consegue estar na pele de uma pessoa portadora da síndrome e ir até o final? É capaz de entender que essas crianças não são só irritadas e mal-comportadas, como dizem muitos burburinhos por aí? Descubra apertando o play: