Os exames que você precisa fazer com 40 anos

Mulher em consulta no médico

A partir dessa idade, os cuidados preventivos com a sua saúde devem ser maiores, ok?

Você deve continuar a fazer

Aferição da pressão arterial

Autoexame das mamas

Sorologias para DSTs

Exame físico

Papanicolau, exames de sangue, ecografia transvaginal: Continuam importantes, prescritos normalmente uma vez ao ano. O que muda é que os exames de sangue devem incluir o controle do colesterol e dos hormônios sexuais, feitos também uma vez por ano, para checar possíveis desequilíbrios provocados pela chegada da menopausa.

Ultrassom de tireoide e de abdômen: São necessários para procurar doenças, alterações ou lesões escondidas nas duas áreas. O que muda, na verdade, é a frequência. Se antes você já o realizava eventualmente, na casa dos 40 é recomendável repetir a cada dois ou três anos.

Novidades

Mamografia: Como dissemos lá atrás, é o principal exame para detectar precocemente o câncer de mama. Alguns médicos recomendam a primeira mamografia de rotina aos 35, mas o mais comum é a indicação surgir a partir dos 40. Com que frequência? Uma vez por ano. Lembrete importante: sempre guarde o exame anterior e leve à consulta para que o profissional possa fazer comparações, se necessário.

Teste ergométrico: É preciso avaliar como anda o coração a partir dos 45. Também a partir dessa idade é uma boa consultar o cardiologista para checar se tudo está funcionando direitinho.

Densitometria óssea: Esse é um exame que serve para a detecção precoce da osteoporose, uma doença que é mais comum após a menopausa. Apesar de o problema ser muito raro nessa faixa etária, a mulher já deve começar a investigar para ter parâmetros de normalidade e poder, quando tiver uns 50 anos de idade, saber como estão os ossos.

Se estiver acima do peso, é bom, além de um cardiologista, consultar um endocrinologista, pois aos 40 o risco de desenvolver diabetes e doenças relacionadas a ela é maior.