Cuidado ao acender velas em ambientes fechados

Perigo nas velas?

A convite da rede de televisão britânica BBC, o químico Alastair Lewis, da Universidade de York, no Reino Unido, mediu a concentração de compostos no ar que circulavam por seis residências. O objetivo era ver como se comportavam as fragrâncias de velas, incensos e perfumes. Segundo o estudo, o elemento encontrado em maior quantidade foi o limoneno, responsável pelo aroma cítrico de alguns produtos e que, sozinho, não faz mal nenhum. O problema é que esse agente pode interagir com outros gases da atmosfera e, aí sim, formar moléculas com potencial cancerígeno. “Não há necessidade de abolir tais itens, mas precisamos levar em conta que casas e prédios modernos têm pouca ventilação, o que favorece o acúmulo dessas substâncias”, diz Lewis.

Por um lar livre de riscos

Existem maneiras de impedir a intoxicação nos ambientes fechados

Trocas gasosas

Manter o local arejado é a regra número 1 para ficar longe de encrencas. Se possível, deixe portas e janelas abertas.

Auxílio natural

Cultivar plantas no lugar onde você acende as velas ajuda a absorver os químicos antes de eles causarem danos.

Fuja das crises

Certas fragrâncias servem de gatilho para episódios de asma ou rinite. Quem tem esses problemas deve evitar aromas fortes.