56224785_20

O que é preciso para fazer o teste de paternidade?

Podemos afirmar que, até o advento do teste de DNA, não era possível garantir com absoluta certeza se um indivÍduo era ou não filho biológico de um determinado casal.
No entanto, com a chegada das técnicas que analisam o DNA, este problema ficou definitivamente resolvido, sendo possível não só excluir os indivíduos falsamente acusados, mas também obter probabilidades de inclusão próximas de 100%. Ou seja, é possível, através do teste de DNA, afirmar que um indivíduo é com certeza o progenitor (pai biológico) de determinada pessoa, inclusive naqueles casos em que membros da família já faleceram.

O teste de paternidade pode ser feito só com pai e filho?

 Sim, se o suposto pai já tiver registrado a criança, basta agendar uma data e horário de segunda a sábado e realizar sua coleta. Não é necessário pedido médico.

A mãe precisa fazer o exame também?

Não é necessário, pois analisando somente o pai e a criança, a precisão do resultado pode chegar a mais de 99,99%.

Qual a precisão do Teste de Paternidade?

Todos os testes de paternidade têm precisão aproximada de 100%. Resultados negativos excluem o suposto pai de ser pai biológico do filho com 100% de certeza. Os resultados positivos podem chegar a mais de 99,99% de precisão.
TESTE DE DNA EM  SANTOS :3 X NO CARTÃO DE CRÉDITO COM TOTAL SIGILO. SAIBA MAIS AQUI

Irmãos podem ser analisados?

Sim, é possível verificar se duas pessoas são irmãos de pai e mãe, só de pai (se todos forem do sexo masculino), meios-irmãos ou sem vínculo genético.

O processo de análise do teste de paternidade é seguro?

Em todos os exames, as amostras são identificadas por códigos, o que elimina o risco de trocá-las durante a análise. Além disso, os resultados encontrados, quando excluem a paternidade, são sistematicamente confirmados com uma segunda bateria de testes.

. Esse exame pode ser usado para fins judiciais?

Sim. Independentemente de ter essa finalidade, o DNA Center segue todos os procedimentos recomendados pela Sociedade Brasileira de Medicina Legal para que o teste possa ser utilizado como prova em um processo judicial.