Vacinas que a 3ª idade precisa tomar

Quais as vacinas que a 3ª idade precisa tomar?

Quando fala-se em vacinas, automaticamente vem à cabeça a vacinação das crianças, todavia, adultos e principalmente idosos precisam ser vacinados para continuarem protegidos contra doenças como, por exemplo, o tétano, que pode acometer indivíduos em qualquer faixa etária. A vacina de tétano é uma forma de se prevenir e deve ser repetida a cada dez anos, que é o tempo que dura seu efeito protetor.

Contudo, não é somente a vacina de tétano que deve ser tomada com periodicidade. Há vacinas que devem ser tomadas na adolescência e outras na idade adulta, principalmente para os adultos na faixa dos 60 anos, que precisam estar imunizados para continuar com a saúde em dia. Nesse artigo descreveremos algumas das vacinas que devem ser tomadas por idosos:

Vacina de Hepatite B (recombinante)

A hepatite B é uma doença transmitida pelo vírus VHB, que infecta os hepatócitos, as células do fígado. O vírus da hepatite B pode sobreviver ativ no ambiente externo por vários dias. Seu período de incubação dura em média de um a quatro meses.

Uma pessoa infectada pela Hepatite B pode desenvolver hepatite aguda, hepatite crônica (ou ambas) e hepatite fulminante, uma forma rara da doença que pode ser fatal. Por isso, a imunização é essencial. Todas as formulações da Vacina hepatite B (recombinante) são indicadas para a imunização contra a infecção causada por todos os subtipos conhecidos do vírus da hepatite B. Algumas das reações adversas mais frequentes são: irritabilidade, febre, diarréia, fadiga, fraqueza, diminuição do apetite e rinite.

Essa vacina não é para ser tomada apenas na terceira idade, mas assim que possível, qualquer pessoa deve se vacinar contra a hepatite B, diminuindo as chances de se contrair a doença.

Dose: São três doses dessa vacina para se conseguir a imunidade ao vírus.

Vacina de Febre Amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda de curta duração, no máximo 12 dias, e de gravidade variável. Existem dois tipos de transmissão, a silvestre e a urbana. A silvestre ocorre a partir de primatas não humanos, onde o vírus é transmitido por mosquitos silvestres, já a urbana está erradicada no Brasil desde 1942.

A transmissão da febre amarela não é feita diretamente de uma pessoa para outra. É necessário que o mosquito pique uma pessoa ou primata infectado e depois pique um indivíduo saudável e não vacinado.

Uma vez infectada em área silvestre, a pessoa quando retorna ao seu habitat, pode servir como fonte de infecção para o Aedes aegypti, que também é vetor da dengue e principal transmissor da febre amarela urbana.

Para que a prevenção seja eficiente é necessário que se tome a dose sempre antes de viagens à áreas de risco, ou que se siga com a dose recomendada periodicamente.

Dose: Uma dose a cada 10 anos.

Vacina da Gripe

A vacina da gripe não é necessariamente obrigatória, mas é bom tomá-la, pois com o tempo instável aumentam as chances de idosos ficarem gripados, tendo como principais sintomas as dores no corpo, fadiga e indisposição, manifestações que podem ser amenizadas com a vacinação.

A composição da vacina da gripe é atualizada todo o ano, de acordo com os dados epidemiológicos da Organização Mundial de Saúde, com formulações que supram as necessidades dos vírus que estão mais ativos no ano de suas aplicações.

Dose: Para ficar imune é necessário a dose anual desta vacina.

Vacina Pneumocócica Polissacarídica

O pneumococo é uma bactéria que causa meningite, pneumonia, bacteremia, sepse (infecção na corrente sanguínea), sinusite e otite média (infecção do ouvido), por isso a imunização é muito importante. Doenças pneumocócicas matam quase 1 milhão de pessoas por ano no mundo.

Dose: Após um ano da primeira dose, tomar uma dose da Pneumocócica Conjugada e depois de 5 anos recomenda-se a aplicação da segunda dose da Polissarcarídica.

Anúncios
%d bloggers like this: