Alimentos que protegem o coração

Alguns alimentos têm o poder de melhorar a saúde do músculo cardíaco. Saiba quais são eles e aprenda a inseri-los nas refeições do dia a dia

Azeite, alho, linhaça, produtos integrais e aveia apresentam uma semelhança positiva. Se consumidos em quantidades ideais, todos eles ajudam a melhorar a saúde do coração.

A dieta ideal para o cardíaco – e também para quem não quer entrar para a estatatística dos que sofreram panes no principal músculo do organismo – deve ser composta principalmente dos chamados “alimentos cardioprotetores”.

Eles são compostos por bioativos com ação sobre a diminuição da pressão arterial, do colesterol LDL (conhecido como colesterol ruim), triglicérides e sobre o controle do peso. Também contribuem na melhora do HDL (colesterol bom) e a diminuição da agregação plaquetária, que é responsável por controlar a boa circulação sanguínea para evitar coágulos e acidentes vasculares cerebrais (AVC).

Salmão, atum e sardinha são os peixes mais indicados para proteger o coração
images (1)
Chá verde é outro amigo dos cardíaco
9uiczijbuosjqkrtsswa0i5qs
Chocolate escuro: maior teor de cacau (amargo) traz benefícios ao coração.
download (1)
Ele é calórico, mas o abacate em doses certas só ajuda o coração
download (2)
A soja também é queridinha dos cardiologistas.

Para ajudar na tarefa de fazer da alimentação uma aliada da saúde cardíaca, veja dois cardápios recheados de comidas cardioprotetoras. É só conferir.

Opção 1

Café da Manhã:

– Pão francês pode ser substituído por pão integral, bolacha de água e sal ou torrada com margarina com fitosteróis (para diminuição do colesterol ruim)

– Leite desnatado ou queijo branco, leite de soja, ou iogurte natural

– Pode-se substituir café por chá verde. Cereais, ou aveia

Lanche da manhã: fruta da época ou suco natural (uva, ou suco de uva)

Almoço e jantar:

– Arroz (preferencialmente integral) ou batata ou mandioca ou milho ou inhame ou cará. Feijão pode ser trocado por ervilha, soja, grão-de-bico, ou lentilha

– Carnes magras e grelhadas, cozidas e assadas, preferencialmente frango ou peixe

– Ovo cozido ou omelete. Incluir legumes crus e cozidos como: tomate, cenoura, beterraba, nabo, rabanete, abobrinha, abóbora, chuchu, berinjela, quiabo, vagem, pepino, jiló. A sugestão é que sejam temperados com um pouco de azeite e alho

– Verduras cruas e cozidas como: alface, acelga, agrião, escarola, mostarda, espinafre, couve, rúcula ou almeirão

Importante: Uma colher de farinha de linhaça na refeição do almoço ajuda a diminuir a absorção de gorduras e carboidratos

Lanche da tarde:  fruta ou suco natural

Lanche da noite:  chá e torradas. Substituir o pão francês por pão integral

Opção 2

Café da manhã: iogurte com morangos e cereais sem açúcar, ou vitamina de leite de soja com aveia em flocos e banana, ou leite desnatado com pão integral e margarina light.

Almoço ou jantar:

Salada verde com abacaxi e azeite para temperar. Arroz (preferencialmente integral), ou batata cozida, ou purê de mandioca ou purê de mandioquinha. Feijão ou vinagrete de grão (lentilha, soja, feijão branco ou ervilha). Filé de peixe assado empanado com linhaça e gergelim, ou filé de frango grelhado. Tomate recheado com queijo branco ou legumes cozidos (cenoura, beterraba, chuchu, abobrinha). Suco de laranja com couve. Queijo branco com geleia de goiaba sem açúcar ou fruta da época

Lanche da tarde:  abacate ou fruta com farinha de linhaça, ou suco de limão com água de coco

Ceia:  chá verde com suco de maracujá

Sugestão de lanches saudáveis: Pastel assado de berinjela, sanduíche de pão integral com atum enlatado em água e sal, cebola e alface. Sopa de abóbora com gengibre.