câncer de prostata

Qual é a hora certa para fazer o check-up e quais exames são indicados

Com a correria do dia a dia, muitas pessoas deixam de lado os cuidados com a saúde e só vão ao médico quando sentem que há algo de errado. No entanto é válido lembrar que uma fraca dor de cabeça, um desconforto estomacal ou uma simples pontada no peito podem ser reflexos de que algo não está certo com o corpo. E, para que isso seja evitado, médicos aconselham a realização de um check-up anual.

“O check-up nada mais é do que uma avaliação de saúde que engloba alguns exames com diagnóstico precoce, ou seja, para diagnosticar doenças em uma fase pré-clínica”, explica Viviane Valente, clínica-geral do Hospital Israelita Albert Einstein. A idade recomendada para se realizar a bateria de exames anualmente é a partir dos 40 anos, tanto para homens quanto mulheres.

Mas não é por isso que pacientes mais novos devem deixar de se cuidar e não ir ao médico. “Esses check-ups de rotina, querendo ou não, todos deveriam ter o hábito de fazer uma vez por ano. É fundamental mulheres realizarem um acompanhamento a partir da primeira menstruação e também os homens acima dos 18 anos”, alerta Mauricio Serpa, clinico-geral e cardiologista do Hospital e Maternidade São Luiz.

Segundo especialistas, além dos exames, check-up também engloba dieta e atividade física
Thinkstock

Segundo especialistas, além dos exames, check-up também engloba dieta e atividade física

No entanto, engana-se quem pensa que o check-up só envolve exames. Os especialistas lembram que, para garantir uma vida saudável, é também preciso manter uma dieta balanceada e fazer atividades físicas regularmente. “Mais do que fazer testes, é necessário estabelecer a prevenção. Deve-se mudar os hábitos para evitar o desenvolvimento de uma doença lá na frente”, adverte Viviane. Uma avaliação psicológica, segundo a clínica-geral, também é essencial para verificar o risco de depressão e alcoolismo, por exemplo.

O cuidado com a saúde, atrelado à realização de exames, aumenta a possibilidade de cura de doenças se diagnosticadas precocemente. “No caso do câncer de colo de útero e o de mama, quando há um diagnóstico precoce, a chance de cura ultrapassa 90%”, exemplifica Serpa.

EXAMES DE SANGUE E URINA EM SANTOS E REGIÃO COM 50% DE DESCONTO. SAIBA MAIS AQUI

Veja alguns exames que não podem ser esquecidos quando for fazer um check-up:

Hemograma: O mais recomendado pelos médicos. Serve para avaliar a quantidade e a forma de alguns elementos do sangue como hemácias, leucócitos e plaquetas.

Colesterol total e frações: O exame mede o HDL (o “colesterol bom”), LDL (o “colesterol ruim”) e triglicerídeos na corrente sanguínea.

Triglicérides: Exame de sangue que mede os níveis de triglicérides (triglicerídeos), forma química pela qual a gordura orgânica (lipídios) é armazenada no organismo.

Glicemia de jejum: Com o organismo em jejum, mostra a taxa de glicose no sangue.

Hepatograma: Conjunto de exames de sangue – mais conhecido como provas de função hepática – composto por bilirrubinas, fosfatase alcalina, aminotransferases, albumina e tempo de protrombina. É recomendado para ajudar no diagnóstico de lesão hepática.

Exames de tireoide (TSH, T4 e T3): São pedidos pelo médico para avaliar como está funcionando a tireoide. Nele é analisado o TSH, hormônio produzido por uma glândula situada na base do cérebro, a hipófise, que regula a produção dos hormônios da tireoide (T3, atriodotironina; e T4, a tiroxina).

SAIBA COMO FAZER OS PREPARATIVOS PARA CADA TIPO DE EXAME

Teste ergométrico: Analisa o funcionamento do sistema cardiovascular quando submetido a esforço físico progressivo – pode ser feito em bicicleta ou em esteira ergométrica. É pedido normalmente quando há histórico de problema cardiovascular na família ou para a realização de atividades físicas.

Curva glicêmica: Exame de sangue feito, principalmente, para o diagnóstico do diabetes.

Mamografia: Mulheres acima de 40 anos devem realizar anualmente a mamografia – imagem radiográfica da mama. É realizado para diagnóstico precoce do câncer de mama.

Papanicolau: Serve para prevenir e diagnosticar o câncer no colo de útero e deve ser feito por mulheres em atividade sexual anualmente.

Colposcopia: Exame para a visualização do colo uterino e é indicado quando o papanicolau apresenta resultados anormais.

Exame da próstata (toque retal): Homens sem histórico familiar de câncer de próstata devem fazer o exame após os 45 anos. Aqueles que já têm casos na família devem ser avaliados a partir dos 40 anos. Apesar de existir um certo preconceito com este exame, ele deve ser feito uma vez ao ano e é importante para o diagnóstico do câncer de próstata.