Saiba um pouco mais sobre o HPV

O que é: HPV é a sigla para papiloma vírus humano. Ele infecta a uma camada do epitélio – parte interna da bexiga – que pode causar lesões benignas, como as verrugas genitais, e malignas como alguns tipos de câncer, sendo o câncer de colo de útero e o câncer de anus os mais comuns. Existem mais de cem tipos de HPV e a grande maioria não causa câncer ou grandes complicações, uma vez que são combatidos pelo próprio organismo.

 

Formas de contágio: O HPV é transmitido pelo contato direto com a pele ou mucosa infectada pelo vírus, sendo que a principal forma é a sexual, seja oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital. Por isso não é preciso ter penetração para se contrair o vírus. Também é possível que seja transmitida durante o parto. De acordo com dados do INCA, 80% das mulheres sexualmente ativas serão infectadas por um ou mais tipos do vírus ao longo da vida, sendo que este número é ainda maior em homens. A maioria destas infecções é transitória, ou seja, combatida espontaneamente pelo corpo e regride entre seis meses ou dois anos após a exposição.
Como prevenir: “O uso de preservativos é sempre indicado, mas não previne totalmente contra a transmissão do HPV, uma vez que este pode ser transmitido pelo contato mais superficial durante as preliminares. Daí a importância da vacina como estratégia preventiva. Existem dois tipos de vacinas disponíveis, e ambas devem ser aplicadas em três doses. A idade preferencial para o uso da vacina é a pré-puberal, ou seja, logo antes da idade sexualmente ativa, tanto em meninas quanto em meninos”, diz Otelo Rigato Júnior, infectologista, do Hospital Sírio Libanês. O Papanicolau também é importante para detectar a doença precocemente.

Não tem plano de saúde e precisa fazer exames de sangue, urina ou fezes? #tamojunto Peça o seu cartão fidelidade e tenha 50% de desconto em mais de 500 tipos de exames.Peça o seu É GRÁTIS  CONSULTE LISTA DE EXAMES VÁLIDOS

Tipos

Existem mais de 200 tipos de HPV. Até hoje 150 deles já foram identificados e sequenciados geneticamente.

Entre esses tipos, 14 apenas podem causar lesões precursoras de câncer, como o câncer de colo de útero, garganta ou ânus. 70% dessas lesões são causadas pelos HPVs tipo 16 e 18, enquanto o HPV 31, 33, 45 e outros tipos menos comuns são encontradas nos casos restantes.

Já os HPVs tipo 6 e 11 também são bastante comuns em mulheres, mas causam apenas verrugas genitais.

O tipo de HPV é detectado através de dois tipos de exames: o teste genético PCR e o teste de captura híbrida. Esses testes podem trazer informações como o tipo, a carga viral ou até marcar se esse HPV é ou não oncogênico, ou seja, se pode evoluir para um câncer.

Causas

O HPV é um vírus que se transmite no contato pele com pele, por isso pode ser considerado uma doença sexualmente transmissível, até porque 98% das transmissões ocorrem através do contato sexual. Mas diferente das outras DSTs, não é preciso haver troca de fluídos para que a transmissão ocorra: só o contato do pênis com a vagina, por exemplo, já ocasiona a transmissão do vírus.

Anúncios