Novidades Científicas

MEDITAR É UMA FONTE DA JUVENTE

 

A meditação é um bom preventivo de doenças neurológicas e degenerativas, segundo um estudo da UCLA (Universidade da Califórnia em Los Angeles). A pesquisa, publicada no jornal científico Frontiers in Psychology, revela que a prática ajuda a retardar a perda de matéria cinzenta (substância que contém os neurônios) causada pelo avanço da idade.

Os cientistas responsáveis pelo estudo compararam os cérebros de um grupo de 50 pessoas que meditaram por anos com outro formado por 50 indivíduos que não tinham esse costume. Com o passar do tempo, ambos tiveram perda de matéria cinzenta, mas o volume perdido por quem meditava foi muito menor do que o perdido pelos integrantes do outro grupo.

CUIDE DA SUA SAÚDE. FAÇA EXAMES DE SANGUE, URINA E FEZES REGULARMENTE. CONSULTE SEU MÉDICO

O resultado impressionou porque, ao contrário do esperavam os pesquisadores, a diferença foi considerável. Nos praticantes de meditação, a redução da velocidade do processo de deterioração do cérebro se deu em todo o órgão e não apenas em partes específicas, como era previsto.

Os grupos eram formados por 28 homens e 22 mulheres, de idades entre 24 e 77 anos, cada. A prática de meditação variou entre 4 e 46 anos, entre os que integraram a primeira equipe.

Mesmo com a nítida diferença, os cientistas fazem a ressalva de que não é possível afirmar, com certeza absoluta, que o resultado é decorrência direta da meditação. Segundo os pesquisadores, outros fatores podem ter ajudado nesse quadro, como escolhas pessoais da vida, genética e traços de personalidade. Apesar disso, eles consideram a descoberta um campo promissor para entender melhor os efeitos da meditação sobre a saúde.

Estresse pode afetar a produção de esperma, afirma estudo

O estresse, além de afetar a rotina, pode gerar problemas para quem planeja ter filhos. Uma pesquisa publicada na revista “Fertility and Sterility” aponta a existência de uma associação entre o estresse e a qualidade do sêmen do homem. Segundo o estudo, viver dois ou mais eventos estressantes ao longo de um ano pode alterar a motilidade (locomoção), forma e concentração do esperma.

O estudo foi feito com 193 homens, entre 38 e 49 anos, que forneceram amostras de esperma e informações detalhadas sobre acontecimentos estressantes vivenciados por eles, subjetiva e objetivamente. De posse dessas informações, os pesquisadores cruzaram os dados com o histórico de saúde reprodutiva do pesquisado e suas preocupações com fertilidade, descobrindo assim essa associação entre o estresse e a qualidade do sêmen.

“Homens que se sentem estressados são mais propensos a ter menores concentrações de esperma em sua ejaculação. Além disso, o esperma fica disforme, o que prejudica a motilidade. Esse déficit pode estar associado a problemas de fertilidade”, explicou o pesquisador Pam Factor-Litvak, PhD e professor associado de epidemiologia da Faculdade de Saúde Pública Mailman, na Universidade de Columbia, em Nova York, nos Estados Unidos.

Apesar de o estudo não ter como objetivo demonstrar uma relação direta entre os dois fatores, os pesquisadores afirmam que o estresse tem efeito oxidativo e os hormônios chamados de glicocorticoides podem ser acionados diante de uma situação de estresse, o que pode afetar a produção de testosterona e esperma. Segundo o estudo, a tensão laboral também está associada à diminuição de testosterona.

Estudos recentes mostram que o estresse não é a única causa do problema. Um estudo da Universidade de Harvard apresentado na conferência da Sociedade Americana para Medicina Reprodutiva em 2013 mostrou que o consumo de carne processada está associado à diminuição da qualidade do esperma. Outras pesquisas têm mostrado que a qualidade do esperma também cai quando o homem assiste mais de 20 horas por semana de televisão e quando está com sobrepeso.

Fonte: uol ciência

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s